Covid-19: Resumo da semana (30 de julho a 5 de agosto)

Equipe Medscape Professional Network

5 de agosto de 2022

Neste artigo

Os avanços da ciência  

Reinfecção pelo SARS-CoV-2 não é benigna

O primeiro estudo a caracterizar os riscos de reinfecção mostra um efeito cumulativo das reinfecções pelo vírus. Entenda.

Ao menos 27 milhões podem ter anosmia e ageusia em longo prazo

Um mês após a infecção, apenas 74% dos pacientes tiveram recuperação do olfato e 79% tiveram recuperação do paladar. Veja como ajudar o paciente.

Hipertensão aumenta risco de covid-19 grave – mesmo para vacinados

A probabilidade de hospitalização foi maior para adultos com hipertensão arterial sistêmica, independentemente do status vacinal e da idade. Foi o que mostraram os dados de mais de 900 pacientes, entre outras revelações. Saiba mais.

Novos insights sobre os sintomas neurológicos da covid-19 prolongada

Nova hipótese pode explicar como a neuroinflamação crônica contribui para complicações como a encefalomielite miálgica/síndrome da fadiga crônica e sequelas da infecção pelo SARS-CoV-2.

Covid-19 prolongada em crianças: ainda não há respostas

Atualmente é realizada a reabilitação para melhora sintomática e funcional, de modo que as crianças possam retornar às atividades habituais. Não existem medicamentos indicados para tratamento específico. Leia o artigo.

Estudo avalia persistência de sintomas somáticos pós-covid na Holanda

Estudo observacional e prospectivo publicado na revista The Lancet na quinta-feira (4) indica que um em cada oito adultos apresenta sintomas de covid prolongada. Segundo os pesquisadores, este é o primeiro estudo a relatar a natureza e a prevalência da condição pós-covid-19, corrigindo os sintomas individuais presentes antes da infecção e a dinâmica dos sintomas na população sem infecção por SARS-CoV-2 durante a pandemia. 

Fármaco contra esclerose mostra efeito sobre SARS-CoV-2

Estudo preliminar feito por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP) em laboratório sugere que um fármaco usado no tratamento da esclerose múltipla pode destruir o vírus SARS-CoV-2 em células infectadas. A pesquisa foi publicada na revista ACS Apllied Bio Materials. “O objetivo dos estudos é o reposicionamento de fármacos para terapia da covid-19 usando nanotecnologia”, afirmou o coordenador do estudo, disse Valtencir Zucolotto.

Perdas de olfato e paladar podem trazer problemas de memória

A hipótese de uma conexão entre a região cerebral responsável pela memória e a que registra e interpreta os estímulos olfativos ganha força com um trabalho publicado por pesquisadores brasileiros no European Archives of Psychiatry and Clinical Neuroscience. O grupo acompanhou 701 pacientes internados com covid-19 moderada ou grave no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), entre março e agosto de 2020. Avaliações feitas seis meses após a alta hospitalar mostraram que os indivíduos que apresentavam mais sequelas sensoriais pós-covid (redução ou modificação do olfato e/ou do paladar) tinham pior desempenho nos testes cognitivos, particularmente nos de memória. Esse resultado era independente de quão grave havia sido o quadro na fase aguda da doença.

Estudos publicados na revista Science reforçam mercado de Wuhan como epicentro  

Cientistas disseram ter reunido evidências convincentes de que o mercado de frutos do mar e vida selvagem de Huanan, na cidade chinesa de Wuhan, foi o epicentro do surto de covid-19. Os achados estão descritos em dois estudos publicados no dia 26 que reexaminam as informações do surto inicial na cidade chinesa. Um deles revela que os primeiros casos conhecidos surgiram no mercado e suas proximidades.

O outro estudo usa informações genéticas para entender a cronologia do surto, sugerindo que duas variantes foram introduzidas em humanos em novembro ou início de dezembro de 2019.

processing....