Caso Clínico: Perda de líquido pela vagina após histerectomia recente

Dra. Maria Gabriela Baumgarten Kuster Uyeda

Notificação

3 de agosto de 2022

Nota da editora: A série Casos Clínicos aborda doenças difíceis de diagnosticar, algumas das quais não são vistas com frequência pela maioria dos médicos, mas é importante poder reconhecer com precisão. Teste a sua capacidade diagnóstica e terapêutica com o caso deste paciente e as perguntas correspondentes.

Contexto

Paciente de 48 anos dá entrada no pronto-socorro de ginecologia devido a queixa de perda de líquido amarelado pela vagina com início há 12 horas. A perda de líquido é espontânea e sem odor. Realizou histerectomia há 10 dias.

Nega alteração do hábito urinário ou intestinal.

Menarca: 14 anos.

Ciclos irregulares com fluxo intenso e duração de 15 a 20 dias. Já ficou com sangramento contínuo por mais de 30 dias.

Data da última menstruação: com a cirurgia (estava com sangramento genital excessivo há um ano com piora importante nos últimos dois meses, fazendo com que ela precisasse de hemotransfusão no último sangramento).

Coitarca: 18 anos.

Parceiros: 1.

IG IPc.

Nega dispareunia ou sinusorragia. Nega outras IST.

Nega etilismo ou tabagismo. Nega alergias. Nega cirurgias prévias (exceto pela cesariana). Nega comorbidades. Nega emagrecimento.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....