Covid-19: estudo investigou quanto peso a população ganhou durante a pandemia

Arianna Sarjoo

Notificação

6 de julho de 2022

Nota da editora: Veja as últimas notícias e orientações sobre a covid-19 em nosso  Centro de Informações sobre o novo coronavírus SARS-CoV-2 . 

Uma pequena amostra de boas notícias da pandemia de covid-19: os norte-americanos parecem não ter preenchido todo o tempo gasto em casa durante os primeiros meses do surto enchendo a barriga.

Um estudo com mais de 100.000 adultos descobriu que, como resultado do confinamento, a população dos Estados Unidos ganhou a mesma quantidade de peso do que antes da chegada da doença. Algumas pessoas ganharam peso, de acordo com os pesquisadores, mas muitas outras evitaram a tentação de aproveitar os períodos de lockdown para soltar as rédeas com a alimentação. Os achados foram publicados em 16 de junho no periódico JAMA Network Open.

"Embora muitos acreditem que o confinamento devido à covid-19 tenha resultado em altos índices de ganho de peso, nosso estudo não encontrou evidências para corroborar essa preocupação", disse a Dra. Rena R. Wing, Ph.D., diretora do Weight Control and Diabetes Research Center no The Miriam Hospital, nos Estados Unidos, que liderou o novo estudo.

Graças a um "ponto de ajuste" que tende a manter o peso corporal estável, "durante um período de cerca de um ano, a maioria das pessoas manterá seu peso normal", disse a pesquisadora.

O grupo de pesquisa da Dra. Rena usou os prontuários eletrônicos de 102.889 adultos (média de idade de 56,4 anos) tratados na University of Pittsburgh para coletar informações sobre peso, índice de massa corporal, raça e etnia. Do total, 64% eram mulheres, 90% eram brancos não hispânicos e 8% eram negros.

Entre janeiro de 2018 e março de 2020, os participantes ganharam uma média de 0,18 kg. Entre março de 2020 e novembro de 2021, após a decretação do lockdown, os participantes ganharam, em média, 0,22 kg ─ um aumento de 0,04 kg, aproximadamente o peso de três latas vazias de refrigerante. Os achados foram homogêneos em todos os grupos raciais, não muito diferentes dos achados anteriores sobre a covid-19 e o ganho de peso, de acordo com os pesquisadores.

Quando os pesquisadores analisaram os dados coletados pessoalmente, excluindo as consultas de telemedicina, o ganho de peso antes e depois do lockdown foi ainda menor.

Pelo menos um estudo anterior mostrou maiores índices de ganho de peso porque usaram dados autorrelatados, participação espontânea ou variações de peso em curtos períodos de tempo. Mas o grupo da Dra. Rena usou pesos registrados em prontuários médicos eletrônicos, que em teoria são mais confiáveis, explicaram.

Contudo, os resultados não podem ser generalizados para todos os adultos porque os dados foram obtidos de pessoas que buscavam atendimento médico, as quais podem ter outros problemas que afetam seu peso.

“Esses achados devem ajudar a mitigar as preocupações de saúde pública de que o confinamento devido à covid-19 resultou em ganho de peso em adultos”, escreveram os pesquisadores.

Fontes:

Rena R. Wing, Ph.D., diretora do Weight Control and Diabetes Research Center no The Miriam Hospital, nos Estados Unidos.

JAMA Network Open .

Clinical Nutrition .

Siga o Medscape em português no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....