Covid-19: Resumo da semana (4 a 10 de junho)

Equipe Medscape Professional Network

10 de junho de 2022

Neste artigo

Teste para triagem de comprometimento cognitivo pós-covid-19

Pesquisa indica que quadro pode ser avaliado por meio do teste Oxford Cognitive Screen-Plus, que é barato, portátil e fácil de usar. Saiba no que consiste a avaliação.

E mais: O Dr. Sean T. Lynch, do departamento de psiquiatria do Westchester Medical Center Health System, em Valhalla, nos Estados Unidos, e colegas, publicaram um estudo apontando que os déficits neuropsiquiátricos da covid longa são maiores do que o esperado. Os pesquisadores avaliaram 60 participantes que tiveram covid-19 seis a oito meses antes e haviam sido submetidos a exames neuropsicológicos, psiquiátricos, médicos e funcionais, testes e avaliações de qualidade de vida.

“Os sintomas que descrevemos neste artigo já foram observados por muitos médicos. Mas nosso estudo é um dos primeiros a identificar déficits específicos usando testes neuropsicológicos para melhor caracterizar a síndrome", disse o Dr. Lynch, primeiro autor do trabalho, em entrevista. Os resultados do estudo foram publicados on-line no Journal of the Academy of Consultation-Liaison Psychiatry. Leia mais no Medscape em espanhol.

Oxímetros: baixa sensibilidade na pele escura

Subdiagnóstico de hipoxemia pode levar a demora ou ausência de tratamento entre pacientes com covid-19 negros e hispânicos, contribuindo para a possibilidade de mau prognóstico. Saiba mais.

Exposição in utero ao SARS-CoV-2 e relação com distúrbios do neurodesenvolvimento

A covid-19 na gravidez tem sido associada a um risco significativamente aumentado de distúrbios do neurodesenvolvimento em bebês no primeiro ano de vida, mostra uma nova pesquisa. "Nesta análise de 222 filhos de mães infectadas com SARS-CoV-2, em comparação com os filhos de 7.550 mães no grupo controle (não infectadas) nascidos durante o mesmo período, observamos que os diagnósticos de neurodesenvolvimento são significativamente mais comuns entre os filhos expostos à infecção materna, particularmente no terceiro trimestre", escreveram os pesquisadores alertam os pesquisadores, liderados pelo Dr. Roy Perlis, MSc, do Massachusetts General Hospital, em Boston (EUA). Leia mais no Medscape em inglês.

Câncer e covid longa

Os pacientes com câncer representam uma proporção maior de pessoas que têm com sintomas persistentes e problemáticos após a recuperação da covid-19, uma condição conhecida como covid longa, relataram pesquisadores dos Estados Unidos na reunião anual da ASCO 2022. Leia mais no Medscape em inglês.

Baricitinibe versus dexametasona

Para pacientes com covid grave, que requerem oxigênio suplementar, a combinação de remdesivir com baricitinibe ou dexametasona levou a taxas de sobrevida semelhantes sem ventilação mecânica, mas a dexametasona foi associada a significativamente mais efeitos colaterais, no estudo controlado randomizado ACTT-4. O estudo duplo-cego avaliou a combinação de baricitinibe mais remdesivir versus dexametasona mais remdesivir na prevenção da progressão para ventilação mecânica ou morte em 1.047 pacientes (idade média, 58; 58% do sexo masculino) com covid-19 necessitando de oxigênio suplementar por fluxo, alto fluxo ou ventilação não invasiva. A sobrevida livre de ventilação mecânica no 29º dia (o desfecho primário) foi semelhante entre os grupos de estudo (87,0% no grupo baricitinibe e 87,6% no grupo dexametasona; P = 0,91).

Vacinação contra varíola símia

Canadá, Estados Unidos e Reino Unido começaram a vacinar contra a varíola as pessoas que tiveram contato próximo com pessoas infectadas. Acredita-se que essas vacinas contra a varíola tenham cerca de 85% de eficácia contra a infecção, de acordo com a OMS. A OMS não recomendou a vacinação em massa contra a varíola símia (em inglês, monkeypox), zoonose capaz de infectar humanos, em surto em diversos países. Na última semana, os Centers for Disease Control and Prevention (CDC), nos Estados Unidos, reportaram que existem pelo menos duas cepas do vírus da varíola símia envolvidos nos surtos. Já são mais de mil infecções confirmadas em quase 30 países – e autoridades de saúde pública e pesquisadores questionam se os surtos atuais podem ser contidos. 

No dia 9, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou que um homem de 41 anos foi diagnosticado com varíola símia. O paciente está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na capital paulista.

processing....