COMENTÁRIO

O mundo de possibilidades na carreira médica

Dra. Samanta Dall’Agnese

13 de maio de 2022

Colaboração Editorial

Medscape &

Nos almoços de família nos quais há alguém prestando vestibular para ou já cursando medicina, ou mesmo um médico recém-formado, é natural surgirem conversas sobre como a pessoa se vê na profissão. Também é natural refletir, e até mesmo ter dúvidas, a respeito de como será a sua experiência na prática.

A expectativa é grande de todos os lados, tanto dos jovens que estão entrando em contato com esse mundo pela primeira vez, quanto de seus familiares que deram um grande apoio para que pudessem chegar lá. Mas a verdade é que, em grande parte dos casos, há muito mais perguntas do que respostas sobre o que esperar do que vem pela frente.

Para trazer mais luz a esse cenário, compartilho aqui alguns dos pontos mais decisivos que vivenciamos na realidade da vida médica. Acompanhe!


O dia a dia do médico

O cotidiano muda muito conforme a especialidade! Quando estamos na universidade ou até mesmo na residência médica, todos temos a mesma rotina e convivemos no mesmo ambiente, e pode ser difícil visualizar o futuro. Mas as possibilidades para um médico são muitas, ainda mais variadas do que você talvez esteja pensando.

Ter contato com pacientes ou não, trabalhar apenas em consultório ou também em hospital, morar numa cidade pequena ou num grande centro, incluir atividades como docência ou estar ligado a um centro de pesquisa científica, fazer parte da formação fora do país, trabalhar para uma empresa ou ter um negócio próprio além da medicina… As alternativas são vastas e esse é o tipo de decisão que faz uma diferença grande no cotidiano e na qualidade de vida. Mas não há resposta certa, pois a melhor é aquela que se encaixa com as preferências de cada um.

Por isso é tão importante escolher a área e o local de atuação. E, para isso, nada melhor do que explorar os diversos cenários disponíveis, vivenciar a prática por meio de estágios, entrevistar pessoas em posições diversas e com pontos de vista diferentes dos nossos. Colocar todas aquelas ideias de futuro em algo mais palpável, o mais próximo da rotina possível, ajuda a nos projetar neste cenário.

Lembre-se: experimentar, tentar e viver é mais recompensador do que esperar ou projetar algo que pode não ser exatamente como parecia.

E se a escolha der errado? Não era o que esperava? Não tem problema! A medicina é uma profissão bastante versátil e comporta muitas preferências. A vida nem sempre é um caminho linear, e o aprendizado que se leva de experiências passadas também ajuda nos passos seguintes.

Gestão da carreira

Vamos começar quebrando paradigmas e tratando do mercado de trabalho atual para os médicos, levando em conta que o cenário mudou muito nas últimas décadas. Independentemente de qualquer visão que possamos ter do futuro, é importante manter em mente que hoje em dia é necessário gerir bem as nossas carreiras.

Sem dúvida, a administração adequada do consultório, que é a fonte de renda de vários médicos, é fundamental. Isso exige conhecimento básico de negócios, o que inclui uma visão sobre impostos, experiência do cliente, o que esperar do(a) recepcionista, como anunciar os serviços médicos e se relacionar com colegas com quem compartilhamos discussões clínicas e, é claro, com os pacientes.

Para os médicos que atuam em outros cenários, como em hospitais ou empresas, é igualmente importante fazer uma gestão consciente da sua carreira, prestando atenção no momento atual e nas possibilidades de crescimento profissional. E, claro, o cuidado com as finanças pessoais também é essencial. É o que vai nos dar liberdade para futuras escolhas, a possibilidade de abraçar oportunidades e amadurecer com qualidade de vida.

Mas a gestão da carreira vai muito além da administração do consultório e das finanças pessoais. Antes de tudo, pensar na carreira é refletir a respeito de algo que pode nos dar conforto para viver com mais tempo para o que importa e equilibrar de forma saudável a vida pessoal e profissional.

Afinal, também sentiremos mais conforto e satisfação quando olharmos para trás e vermos tudo o que construímos. Por isso, pensar de uma forma ampla no objetivo que se pretende com a carreira médica, tanto do lado de descobertas pessoais quanto dos objetivos profissionais, nos dá a chance de planejar melhor os passos seguintes, o que contribui para uma visão mais rica em longo prazo. Isso quer dizer que devemos sempre estar atentos aos nossos sentimentos e perspectivas. E, de forma muito saudável, não nos preocuparmos ao nos questionarmos se estamos no rumo certo, porque isso pode ser um alerta para ajustar a rota.

E o que dizem os médicos atuantes?

Assim como outras profissões, a medicina tem seus aspectos positivos e negativos. Apesar dos obstáculos, como excesso de trabalho, remuneração injusta e pacientes difíceis, uma pesquisa recente realizada com mais de 17 mil médicos em atividade nos Estados Unidos pelo Medscape mostra que 77% dos participantes escolheriam novamente a profissão.

Vários caminhos são possíveis

Gostaria de finalizar este artigo lembrando que, no caminho a ser trilhado por um médico, é comum questionarmos as nossas escolhas e pensarmos em mudanças. Afinal, boa parte dos estudantes de medicina iniciam o curso bastante jovens e alguns têm até mesmo questões familiares que influenciam na decisão pelo curso. Não há nada de errado em se questionar sobre isso. Talvez a maior pergunta seja para si mesmo: pense no caminho percorrido e se o trajeto que vê pela frente pode dar a perspectiva de carreira que deseja. Para quem pensa em grandes mudanças, é claro que vai haver a necessidade de um esforço maior, mas aponto um grande argumento para ir em frente: hoje existe um leque grande de opções para médicos aportarem seu conhecimento na sua prática clínica, e até mesmo além dela. Aliás, este conhecimento da prática é extremamente válido em outras áreas, como em empresas, por exemplo. Mas, independentemente da escolha, seja mais assistencial ou em outras oportunidades, como no campo da gestão, a satisfação pessoal dita muito do nosso sucesso, portanto, focar no ambiente e no tipo de trabalho em que você acredite contribuir mais e que te dê a satisfação pessoal desejada parece ser a fórmula para alcançar o melhor que a medicina tem a oferecer.

A Dra. Samanta Dall’Agnese é graduada em medicina pela UFPR e já atuou junto a alguns dos maiores servidores de saúde do país. É VP de Inteligência Clínica na Prontmed.

Siga o Medscape em português no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....