Usando estratégias da entrevista motivacional no atendimento primário

Dra. Vasumathy Sivarajasingam

Notificação

14 de abril de 2022

Neste artigo

Dra. Vasumathy Sivarajasingam

Neste artigo, a Dra. Vasumathy Sivarajasingam compartilha dicas essenciais para a adoção de técnicas motivacionais no atendimento primário a fim de orientar pacientes a mudarem de comportamento.

Leia o artigo completo para saber mais sobre:

  • os princípios e os fundamentos da entrevista motivacional;

  • como a entrevista motivacional difere do atendimento médico tradicional e como as técnicas devem (ou não) ser aplicadas; e

  • as vantagens para os pacientes e os serviços de saúde de integrar a entrevista motivacional à rotina.

1. Introdução

Estilo de vida e comportamento têm um impacto importante na saúde, na longevidade e na qualidade de vida, algo particularmente real para pacientes com doenças crônicas. Um dos principais compromissos do NHS Long Term Plan de 2019 – o planejamento de longo prazo do National Health Service do Reino Unido – é lidar com algumas das mais relevantes causas da precariedade da saúde por meio do incentivo a escolhas de estilo de vida mais saudáveis. [1,2] O NHS Long Term Plan diz que "uma ação preventiva mais abrangente contribuirá para que as pessoas permaneçam saudáveis e moderem a procura pelo NHS."

A prevenção da doença pode exigir que os pacientes mudem de postura. Embora a necessidade de mudança por parte do paciente seja mais associada a questões como tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, falta de atividade física e má alimentação, discussões sobre mudanças de comportamento são centrais em quase todas as especialidades médicas. [3] Muitas vezes, os profissionais de saúde precisam conversar com os pacientes sobre a necessidade de mudar de comportamento e estilo de vida; no entanto, uma mudança sustentada pode ser um processo longo e complexo, e exige recursos apropriados.

Um dos principais desafios do aconselhamento de pacientes sobre a realização de alterações positivas é a ambivalência ou a falta de motivação por parte do paciente, o que pode resultar em um resultado ineficaz. [3] A abordagem tradicional consiste em orientá-los sobre as mudanças necessárias a partir de um estilo diretivo, com o médico se colocando como autoridade. [3] Essa abordagem pode gerar resistência; [3] pessoas ambivalentes em relação à mudança abordadas dessa forma muitas vezes referem sentimentos como raiva, "ficar na defensiva", desconforto e impotência. [4] Talvez não seja nenhuma surpresa a extrema dificuldade de convencer os pacientes a fazerem o que é melhor para si usando esse método. [4]

Essas observações indicam que quando a motivação é proveniente de uma fonte externa, a adesão não dura muito tempo. Muitos pacientes estão cientes dos argumentos a favor da mudança, mas a probabilidade de mudarem de postura aumenta quando eles mesmos constatam a necessidade dessa mudança. Portanto, ao incentivar os pacientes a fazerem mudanças positivas, o médico generalista precisa mudar de estratégia, adotando métodos de atendimento que melhor se adaptem às necessidades e às atitudes dos pacientes. Há várias estratégias de aconselhamento estruturado e eficaz no atendimento primário, veja algumas a seguir: [5]

  • Modelo transteórico (fases da mudança)

  • Cinco A (do inglês: ask, advise, assess, assist, arrange – em português: pergunte, oriente, avalie, ajude, organize)

  • FRAMES (do inglês: feedback about personal risk, responsibility of patient, advice to change, menu of options, empathy, self-efficacy enhancement – ou retorno sobre o risco pessoal, responsabilização do paciente, aconselhamento sobre mudanças, menu de opções, empatia, melhora da eficácia das ações)

  • BATHE (do inglês: background, affect, troubles, handling, empathy – contexto, afeto, problemas, estratégias para lidar com problemas e empatia)

  • Entrevista motivacional

A e ntrevista motivacional (EM) é uma abordagem alternativa, baseada em evidências, na qual a conversa sobre mudanças comportamentais é pautada nos valores e nas metas de cada paciente. [3,5] Essa técnica foi estruturada para orientar os pacientes a encontrarem a própria motivação para mudar de atitude. [3] Este artigo vai explorar os benefícios de incorporar a EM à rotina do atendimento primário.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....