Como Jack Reacher se cura tão rápido?

Nicole Pajer

Notificação

21 de março de 2022

Se você for uma dessas pessoas que tem consumido compulsivamente tudo relacionado com Jack Reacher recentemente – ou lê os livros best-sellers de Lee Child – deve ter gostado do veterano do exército, verdadeira arma letal, Jack Reacher, com seu quinhão de desejadas vinganças com satisfação. Mesmo que a personagem tenha 1,95 m e seja essencialmente uma montanha de músculos (convenientemente representado pelo ator Alan Ritchson, uma montanha de músculos também na vida real), Jack Reacher sangra de verdade.

É claro que Hollywood tem uma longa história de seus principais homens e mulheres sendo esmurrados, chutados, esfaqueados e alvejados sem que nada os detenha (aqui devemos prestar uma homenagem especial ao corajoso Cavaleiro Negro do Monty Python and the Holy Grail). Jack Reacher não é diferente.

Pensamos que seria interessante pedir a alguns médicos emergencistas que comparassem o "tempo do Jack Reacher" ao tempo real de tratamento e cura das lesões mais espetaculares de Jack Reacher. As respostas trazem algumas críticas.

Lesão: lesão escapular perfurocortante causada por lâmina

É um corte que levaria qualquer pessoa normal para o pronto-socorro.

Tempo do Jack Reacher: Minutos. Uma policial limpa a lesão após a luta, perguntando: "Você quer levar pontos?" Ele recusa. Ela diz "então vai de super bonder mesmo". Ele volta imediatamente à ação.

Vida real: dependendo do que foi cortado além da pele, "o tratamento poderia levar de alguns minutos a poucas horas," disse o Dr. Kenneth J. Perry, médico emergencista e assistente de diretor médico no Trident Medical Center, nos Estados Unidos. "Se a lesão não parecer estar perto de artérias ou de outras estruturas mais profundas, a ferida seria limpa e fechada". Isso poderia significar dar pontos, colocar grampos, usar esparadrapo ou até mesmo cola médica. Por isso, a policial não estava exatamente errada.

"Se for uma lesão complicada atingindo músculos ou outras estruturas que precisem ser suturados”, o tratamento e a recuperação levariam muito mais tempo, disse o Dr. Kenneth. Não obstante, Jack Reacher estaria todo dolorido e provavelmente não sairia socando ninguém com esse braço por um bom tempo (ou arriscaria reabrir a ferida caso o fizesse).

Além disso, "dada a natureza da briga de faca, provavelmente seriam prescritos antibióticos orais", disse a Dra. Tamara Green, médica emergencista em Maryland, Estados Unidos. "O Jack Reacher é ex-militar (com predisposição para lutar), razão pela qual sua vacinação antitetânica deve estar em dia."

Lesão: cabeçadas (repetidas)

Jack Reacher parece dar cabeçada em todo mundo, sendo também vítima do seu próprio golpe várias vezes.

Tempo do Jack Reacher: aparentemente nada a fazer. Em algum momento durante todas essas cabeçadas, Jack Reacher abre o supercílio. Ele continua a lutar, imperturbável.

Vida real: possivelmente semanas ou até meses. "Qualquer tipo de cabeçada poderia facilmente causar uma traumatismo cranioencefálico, sangramento subdural ou até mesmo fratura dos ossos do crânio", explicou o Dr. Kenneth. Jack Reacher usa a própria testa para golpear seus oponentes em partes vulneráveis da face, como o nariz ou os olhos. Isso, disse o Dr. Kenneth, reduz claramente o seu risco. No entanto, é um duro golpe para a sua cabeça.

Os sinais e sintomas do traumatismo cranioencefálico são cefaleia, confusão, amnésia, cambalear e perder a consciência, disse a Dra. Tamara, e acontecem imediatamente. Jack Reacher, entretanto, não mostra nenhum sinal de doença. "Dado o seu tamanho e o tamanho dos seus agressores, é possível que ele esteja causando mais danos aos oponentes no curto prazo", disse a Dra. Tamara. Mais provável é que simplesmente não estivesse no roteiro.

Lesão: cotovelo na face

Tempo do Jack Reacher: instantâneo. Ele se recupera tão rápido que você quase nem vê que ele foi atingido. Se você retroceder rapidamente vai confirmar que foi um golpe violento.

Vida real: potencialmente dias a semanas. Além do traumatismo cranioencefálico, o trauma de face pode causar fraturas ósseas como da cavidade ocular. "Os ossos do assoalho orbital algumas vezes precisam de reparo cirúrgico a fim de evitar que os músculos que movimentam o olho sejam lesados", disse o Dr. Kenneth.

Lesão: acidente de carro espetacular

Jack Reacher está no banco traseiro de um carro da polícia que cai de uma ponte dentro de um rio.

Tempo do Jack Reacher: que lesão? O carro está completamente submerso, mas Jack Reacher não entra em pânico: diz para seu companheiro de banco traseiro "prender a respiração" enquanto ele quebra a janela do carro. A água entra com força, ele nada para fora, somente com o inconveniente de estar encharcado.

Vida real: os acidentes automobilísticos da vida real fazem um grande estrago, por assim dizer. "Um paciente dentro de um carro que cai de um penhasco, mesmo antes de submergir na água, já corresponde aos critérios de trauma e, portanto, precisaria ser levado para um centro de trauma", disse o Dr. Kenneth.

Os pacientes que sofrem acidentes em alta velocidade, explicou o médico, podem ter lesões ocultas na cabeça, no abdome, fraturas ósseas e, em alguns casos, lesões em grandes vasos sanguíneos. Isso exigiria um trabalho de investigação diagnóstica muito extenso no pronto-socorro, com tomografia computadorizada quase de corpo inteiro. E mesmo se não houver nenhuma lesão física grave? Os acidentes de carro também causam traumas psíquicos.

Lesão: inalação de fumaça e/ou substâncias químicas

Uma fábrica de produtos químicos em um armazém arde em chamas.

Tempo do Jack Reacher: sai andando do local enquanto o armazém explode atrás dele. Ah, e em um episódio anterior, aparentemente ele foi exposto a uma grave inalação de fumaça quando estava servindo no Iraque e voltou à ativa "em 32 horas".

Vida real: semanas, ou mais se os danos teciduais forem graves. "Os ferimentos por inalação podem resultar em lesões no nariz, na garganta e no pulmão por calor, fumaça ou produtos químicos liberados durante um incêndio”, disse a Dra. Tamara. "Jack Reacher também teve exposição prolongada aos produtos químicos, o que poderia causar tontura, vômitos, dispneia e tosse". A intoxicação química exigiria também o uso de medicamentos para ajudar eliminar o intoxicante da corrente sanguínea, disse o Dr. Kenneth.

Mas espera, tem mais: "As lesões resultantes da explosão podem ser lesões no tímpano (dor, sangramento, perda da audição), lesões nos órgãos (dor, sangramento interno), lesão na cabeça (mais um traumatismo craniano) e fraturas ósseas", disse a Dra. Tamara. As queimaduras provocadas por um incêndio podem exigir uma ida ao pronto-socorro, tratamento das feridas ou até mesmo cirurgia.

Lesões: levar cerca de uma dezena de golpes de pé-de-cabra com toda força, inclusive na cabeça, depois cair inconsciente em uma piscina onde é mantido debaixo d’água e quase se afoga

Tempo do Jack Reacher: bem... ele é humano, afinal.., quer dizer, mais ou menos. Jack Reacher nocauteia seu agressor, sai da piscina e fica um minuto ou dois em decúbito dorsal até recuperar o fôlego e continuar sua noitada.

Vida real: a maioria de nós estaria morta. "Esta cena é, provavelmente, a mais inverossímil no que diz respeito à sua capacidade de continuar a lutar", disse o Dr. Kenneth. Em primeiro lugar, ele ficou inconsciente, o que é um traumatismo cranioencefálico garantido (traumatismo craniano novamente ou pior). Enquanto isso, ele é submerso em uma piscina. "Até mesmo o melhor atleta pode conseguir prender a respiração durante um minuto ou dois em situações normais, mas no meio de uma luta, quando a frequência cardíaca e os níveis de adrenalina estão altos, a necessidade de respirar vai aumentar", explicou o especialista. "Isso pode ser mais crível para uma pessoa com o condicionamento físico de Jack Reacher, já que ele teria treinado sua capacidade respiratória mais do que a média das pessoas, mas os seres humanos ainda precisam respirar."

Se um paciente for mantido debaixo d’água até o ponto de inalar água, o Dr. Kenneth e sua equipe provavelmente o colocariam em ventilação mecânica. E ter os pulmões cheios de água poderia causar problemas tardios, como pneumonia. Conclusão: na vida real, Jack Reacher precisaria de mais do que um momento rápido para recuperar a compostura.

Possíveis segredos da recuperação de Jack Reacher? Condicionamento físico, treinamento e não usar intoxicantes

Jack Reacher tem décadas de treinamento militar e é veterano de guerra. Como tal, ele simplesmente não se machuca tanto quanto alguém menos preparado, disse a Dra. Tamara. "Jack Reacher se desvia de muitos golpes diretos e bate mais do que apanha, deslocando parte da força que atinge o seu corpo para evitar lesões". (No entanto, a Dra. Tamara se preocupa com as repetidas cabeçadas. "Isso pode ser um problema para a personagem mais tarde na vida, causando perda da memória, declínio da saúde mental ou possíveis distúrbios do movimento. Talvez isso apareça depois da quinta ou sexta temporada”, gracejou.)

A aptidão física – e o Jack Reacher é elite nesse quesito – ajuda ainda mais. Pesquisas militares mostraram que as pessoas com pouca resistência cardiovascular ou muscular podem ser mais propensas a lesões, enquanto outros estudos mostram que nas pessoas com obesidade, a cicatrização de lesões cutâneas pode ser comprometida. Em um estudo, entre os adultos mais velhos que se exercitaram regularmente, a cicatrização das feridas aumentou em até 25%.

Para os pacientes (fora o Jack Reacher), a melhor maneira de otimizar a cura é otimizar o estilo de vida, disse o Dr. Arin Piramzadian, diretor médico da StarMed Healthcare :

  • Tenha uma alimentação saudável. Priorize as folhas verdes ricas em antioxidantes e vitaminas, assim como as frutas, e os alimentos proteicos como salmão, ovos e carnes de gado alimentado no pasto.

  • Faça exercícios. Para quem vive no sofá, tente fazer afundo, prancha, flexão e polichinelo – o básico. "Qualquer atividade de baixo impacto ajudará a atrair oxigênio para as lesões e ajudará no processo de cicatrização", explicou o Dr. Arin.

  • Abandone o cigarro. "O uso do tabaco estreita os vasos sanguíneos, tornando mais difícil para o corpo obter os nutrientes terapêuticos necessários", disse o Dr. Arin. "Também diminui o transporte de oxigênio, essencial para a cicatrização das feridas e das lesões de partes moles."

  • Pega leve na bebida. "O álcool aumenta o edema e a inflamação, o que pode tornar o processo de cicatrização mais demorado", explicou o Dr. Arin. "Isso acontece porque a ingestão de bebidas alcoólicas faz com que o fluxo sanguíneo fique mais rápido e se acumule em torno das regiões lesadas."

  • Agradeça sua mãe e seu pai. "As diferenças celulares que dão à pele sua resiliência e força durante a cicatrização das feridas podem explicar porque as pessoas cicatrizam de forma diferente", disse o Dr. Ari.

Nicole Pajer é jornalista freelancer, com trabalhos publicados nos jornais e revistas New York Times, Rolling Stone, AARP, Wired e várias outros.

Siga o Medscape em português no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....