Destaques da OMA 2021 por Fabiano Serfaty

Dr. Fabiano M. Serfaty

Notificação

5 de novembro de 2021

Neste artigo

Dr. Fabiano M. Serfaty

Nesta seção o Dr. Fabiano M. Serfaty resume alguns dos principais estudos que se destacaram recentemente na literatura médica na área de Diabetes e Endocrinologia.

1. Esteatose hepática: o último 'incidentaloma'?

A apresentação da Dra. Sonali Paul discutiu o fundamental papel da resistência à insulina no desenvolvimento da esteatose hepática não alcoólica, que hoje figura como um crescente problema de saúde pública mundial.

Tratar e prevenir a resistência à insulina é fundamental e faz parte do tratamento da esteatose hepática não alcoólica.

Ao examinar o paciente, é importante que o médico exclua outras causas de doença hepática como hepatite viral, alcoólica, medicamentosa ou autoimune; hemocromatose; deficiência de alfa 1 antitripsina; e doença de Wilson.

A avaliação da fibrose hepática é importante para estratificar o risco cardiovascular do paciente.

O tratamento deve enfatizar a modificação dos fatores de risco metabólicos que impactam na doença hepática – focando principalmente na perda de peso.

Para lembrar:

Há muitas terapias emergentes, mas a perda de peso é o único tratamento disponível para reverter esteatose hepática não alcoólica.

Referência: Obesity Medicine Association Meeting 2021- Overcoming Obesity 2021 – Fatty Liver on Imaging: The Ultimate Incidentaloma? Sonali Paul,MD. University of Chicago Medicine Assistant Professor of Medicine.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....