Xarope de chambá, esclerose tuberosa e vacinação contra covid-19: três estudos em pediatria

Dr. Fernando Lyra

Notificação

12 de outubro de 2021

Neste artigo

Dr. Fernando Lyra

Nesta seção o Dr. Fernando Lyra comenta estudos divulgados recentemente em publicações de impacto na área da pediatria. Membro do Departamento Científico de Cuidados Domiciliares da Sociedade de Pediatria de São Paulo, o Dr. Fernando também é especialista em administração em saúde (AMB e Sociedade Médica Brasileira de Administração em Saúde).

1. Uso do xarope de chambá (Justicia pectoralis) no tratamento de tosse e sintomas respiratórios: um ensaio clínico randomizado

Os autores realizaram um estudo randomizado duplo-cego em Sobral, no Ceará, com o objetivo de avaliar a efetividade do xarope de chambá (Justicia pectoralis) para o tratamento da tosse e de sintomas respiratórios em crianças.

O estudo incluiu 114 crianças de 1 a 12 anos de idade que buscaram atendimento hospitalar em uma instituição privada com queixa de tosse e sintomas respiratórios a mais de 48 horas e a menos de sete dias. Destas, 56 foram randomizadas receber xarope de chambá e 58 para o grupo de controle.

Pacientes com quadro clínico de pneumonia, asma, laringite e/ou história de doença pulmonar crônica ou outras doenças crônicas foram excluídos da pesquisa.

Os participantes no grupo da intervenção receberam xarope de chambá a 5%. As crianças de um a quatro anos tomaram 5 ml três vezes ao dia e as crianças de 5 a 12 anos tomaram 10 ml três vezes ao dia. No grupo de controle foi utilizado placebo. O xarope e o placebo foram ambos armazenados em um frasco de vidro âmbar de 100 ml, com copo medida, identificados como xarope A e xarope B, sem referência sobre o conteúdo.

A efetividade foi avaliada através da intensidade da tosse e dos sintomas respiratórios pelo questionário usando a escala de Likert.

Os autores constataram que, após 48 horas de uso do xarope de chambá, o grupo da intervenção apresentou melhora estatisticamente significativa na frequência e intensidade da tosse, na gravidade da congestão nasal e na qualidade do sono das crianças e dos cuidadores. Os pacientes no grupo de controle não apresentaram melhora associada ao uso do placebo.

Comentário:

A tosse é um dos sintomas de maior prevalência nos atendimentos pediátricos, tanto no consultório como em hospitais, com diversos medicamentos disponíveis para seu tratamento.

Justicia pectoralis é uma erva originária da América do Sul e Central, da família Acanthaceae, que consta na 6ª edição da Farmacopeia Brasileira (2019), e pertence ao Registro Nacional de Plantas de Interesse do Sistema Nacional de Saúde/SUS (Ministério da Saúde, 2009), e ao Formulário de Fitoterápicos 2ª Edição - Farmacopeia Brasileira (Anvisa, 2021).

A droga vegetal é extraída de suas folhas, e rica em diversos metabólitos secundários, entre eles a dicumarina, que possui propriedades anti-inflamatórias. Não deve ser utilizada em pessoas com distúrbios de coagulação ou em tratamento com anticoagulantes e analgésicos, nem durante a gestação/lactação.

No presente estudo os autores identificaram melhora clínica da tosse e outros sintomas respiratórios em crianças associada ao uso do xarope de chambá, atenuando a frequência e a intensidade da tosse, a gravidade da congestão nasal e a qualidade do sono das crianças e dos cuidadores.

Recomendo a leitura do artigo na íntegra.

Referência:
Wilcare, d., Francisco, P., Mary, A., Bruna, L., Maria, E., & Elayne, C. et al. (2021). Chamb (Justicia pectoralis) syrup for the treatment of cough and respiratory symptoms: A randomized clinical trial. Journal Of Medicinal Plants Research15(3), 118-124. doi: 10.5897/jmpr2020.7047

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....