Teste rápido: trombose venosa profunda

Dr. Richard H. Sinert

Notificação

29 de setembro de 2021

Nenhum achado físico isolado e nenhuma combinação de sinais e sintomas é suficientemente precisa para fechar o diagnóstico de trombose venosa profunda. A tromboflebite superficial caracteriza-se pela observação de um segmento venoso palpável, endurecido, como um cordão, doloroso à palpação e de localização subcutânea. Muitos pacientes com tromboflebite superficial sem varizes concomitantes e sem outra etiologia evidente (como acesso venoso, uso de drogas intravenosas, lesão de partes moles) têm trombose venosa profunda associada. Pacientes com tromboflebite superficial que se estende à junção safeno-femoral também estão em maior risco de trombose venosa profunda associada.

A ausência de dor à palpação, eritema, edema ou cordão venoso palpável ao exame dos membros inferiores não exclui a tromboflebite, nem implica outra fonte além da veia do membro inferior. A maioria dos pacientes com diagnóstico de embolia pulmonar não tem flebite visível.

Pacientes com trombose venosa podem apresentar diferentes tipos de pigmentação no membro inferior. A alteração da coloração mais comum é púrpura avermelhada devido ao ingurgitamento por obstrução venosa. Em casos raros, a perna fica cianótica por obstrução venosa ileofemoral maciça.

Leia mais sobre os achados ao exame físico na trombose venosa profunda.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....