ESMO 2021: Impressionante quantidade de estudos clínicos, apesar da pandemia

Liam Davenport

Notificação

14 de setembro de 2021

O papel cada vez maior da imunoterapia para doenças que não estão normalmente associadas a estes fármacos revolucionários, como os tumores ginecológicos e gastrointestinais, será uma caraterística essencial dos novos dados clínicos a serem apresentados na próxima reunião da European Society of Medical Oncology (ESMO) 2021 .

A conferência, que será realizada on-line e vai de 16 a 21 de setembro, também irá ver os resultados dos ensaios clínicos com imunoterapia para o melanoma, câncer de pulmão e câncer de próstata, bem como os estudos do impacto da vacinação anticovídica nos pacientes oncológicos.

“Este é o segundo ano da edição virtual da ESMO e isso é importante porque a pandemia e o isolamento social têm impactado nossos atendimentos e pesquisas”, disse à imprensa o porta-voz da conferência, o médico Dr. Antonio Passaro, Ph.D., da Divisão de Oncologia Torácica do Istituto Europeo di Oncologia na Itália.

“Mas quando você olha para os Abstracts enviados e os dados que serão apresentados durante a ESMO, podemos ver que a pesquisa clínica ‘ressuscitou’”, disse o oncologista ao Medscape.

Será apresentada uma enorme quantidade de dados de “excelente qualidade”, disse o Dr. Antonio, o que é "importante", na medida em que este é o segundo ano da pandemia.

O porta-voz ressaltou que é “crucial” lembrar que “a pandemia modificou não só a vida e a qualidade de vida dos pacientes, como também os sistemas de saúde e o trabalho e a qualidade de vida dos profissionais de saúde”.

Uma grande quantidade dos novos dados clínicos será apresentada se concentrando no papel dos inibidores do ponto de controle (checkpoint) imunitário em vários tipos de câncer, comentou Dr. Antonio. Muitos serão apresentados nos três Simpósios Presidenciais, realizados no sábado, no domingo e na segunda-feira.

Dentre os quais ganham destaque o KEYNOTE-716, um ensaio clínico comparando o uso complementar do pembrolizumabe (Keytruda) ao placebo após resseção completa do melanoma de estágio II de alto risco (Abstract LBA3), e uma análise do ensaio clínico IMpower010 que irá pesquisar os locais de recorrência e tratamento ulterior com atezolizumabe (Tecentriq) em comparação com o melhor tratamento sintomático após a quimioterapia complementar do câncer pulmonar de células não pequenas de estágio IB-IIIA (Abstract LBA9).

O Dr. Antonio comentou que é “interessante observar” que os dados sobre imunoterapia na ESMO não serão apenas acerca destas “doenças clássicas nas quais a imunoterapia melhora a sobrevivência”, mas também para diferentes tipos de câncer, “ampliando assim a oportunidade para os pacientes” se beneficiarem.

Haverá “resultados importantes” para os inibidores do ponto de controle imunitário também nos tumores ginecológicos, colorretais e gástricos, “que são um tema fundamental desta reunião da ESMO”, disse o médico.

Outros destaques dos Simpósios Presidenciais são:

  • Resultados do ESTUDO de fase 3 KEYNOTE-826 com pembrolizumabe junto com quimioterapia versus placebo com quimioterapia para o câncer cervical persistente, recorrente ou metastático (Abstract LBA2_PR)

  • Resultados do estudo Checkmate 649, que examinou o nivolumabe (Opdivo) com quimioterapia ou ipilimumabe (Yervoy) em comparação à quimioterapia como tratamento de primeira linha nos casos de câncer gástrico avançado/câncer da junção gastroesofágica/adenocarcinoma do esófago (Abstract LBA7)

  • Resultados de KRYSTAL-1, ensaio clínico de fase 1/2 do fármaco experimental adagrasibe (MRTX849, Mirati Therapeutics) em monoterapia ou associado ao cetuximabe para os pacientes com câncer colorretal que têm a mutação KRASG12C (Abstract LBA6)

  • Dados do FIRSTMAPPP, o primeiro estudo randomizado internacional sobre feocromocitoma e paragangliomas malignos progressivos comparando o sunitinibe (Sutent) ao placebo (Abstract 567O_PR)

  • Uma análise combinada do protocolo STAMPEDE comparando o tratamento de privação de androgênio isoladamente com acetato de abiraterona e prednisolona, com ou sem enzalutamida, acrescentada ao tratamento de privação de androgênio para homens com câncer da próstata de alto risco, sem metástases (Abstract LBA4_PR)

  • Resultados na fase tardia da doença para os homens com novas metástases de câncer da próstata sensível à castração recrutados no PEACE-1, um ensaio clínico de fase 3 investigando a sobrevivência global com acetato de abiraterona e prednisona (Abstract LBA5_PR)

Além disso, o Dr. Antonio observou que serão apresentados dados sobre as repercussões da pandemia de covid-19 nos pacientes oncológicos, bem como os “resultados interessantes” sobre o efeito da vacinação anticovídica nos pacientes e no tratamento deles, o que é “crucial para todos nós” sabermos. Por exemplo, o subestudo CAPTURE do ensaio clínico TRACERx Renal vai estudar a imunidade adaptativa à infeção pelo SARS-CoV-2 e a vacinação dos pacientes oncológicos (Abstract 1557O).

Também na mesma sessão, serão apresentados dados do estudo VOICE sobre a vacinação contra o SARS-CoV-2 nos pacientes tendo feito quimioterapia, imunoterapia ou imunoquimioterapia para tumores sólidos (Abstract LBA8).

Na coletiva de imprensa realizada antes da reunião, o Dr. Pasi A. Jänne, Ph.D., médico do Dana Farber Cancer Center nos EUA, que é copresidente científico da ESMO 2021, destacou a medicina de precisão como tema-chave da reunião.

Segundo o Dr. Pasi, isto é algo que a comunidade oncológica está “implementando ativamente em todo o mundo para continuar a progredir no tratamento do câncer e, como tal, melhorar os desfechos para os pacientes”.

European Society of Medical Oncology (ESMO) 2021

Siga o Medscape em português no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....