Teste rápido: Infecção pelo HIV e inflamação sistêmica

Dr. Michael Stuart Bronze

Notificação

15 de junho de 2021

Figura 1.

 

Microscopia óptica de células inflamatórias crônicas da cérvice uterina. A expressão “células inflamatórias crônicas” é usada para descrever linfócitos, plasmócitos, eosinófilos e macrófagos que infiltram os tecidos como parte da resposta ao processo inflamatório crônico. Estas células ajudam a remover ou reparar o tecido lesado. Os núcleos das células se coram em fúcsia. Essas células são principalmente os plasmócitos e alguns linfócitos (centro superior) e um macrófago (extrema esquerda).

As doenças sexualmente transmissíveis (DST) podem causar ulceração, laceração ou maior concentração de células inflamatórias na mucosa, que constituem alvos para a infecção pelo HIV; portanto, quando a fonte da infecção for desconhecida ou quando houver suspeita de transmissão sexual, deve-se rastrear para as DST mais comuns, tanto no paciente nos(as) respectivos (as) parceiros(as) sexuais.

Saiba mais sobre HIV, DST e infecção.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....