Busca por atendimento psiquiátrico emergencial antes e na vigência da pandemia

Dr. Sivan Mauer

Notificação

2 de março de 2021

Neste artigo

2. Associação entre uso de Cannabis e risco de morte/automutilação em jovens com transtornos do humor

Transtornos do humor em jovens estão associados a aumento do risco de incapacitação e morte, inclusive por suicídio. Estudos anteriores identificaram uma alta taxa de uso de Cannabis entre jovens adultos com transtornos do humor. Revisões recentes sobre a associação entre uso de Cannabis e morte por todas as causas na população em geral foram inconclusivas, mas algumas evidências sugerem risco elevado de morte por acidente de trânsito entre usuários de Cannabis. O uso de Cannabis também já foi associado a aumento do risco de comportamento suicida.

Um estudo com 277 gêmeos adultos do mesmo sexo mostrou que os usuários de Cannabis apresentaram risco 2,9 vezes maior de tentar suicídio do que aqueles que não faziam uso de Cannabis.

Um estudo caso-controle comparando indivíduos que se suicidaram com indivíduos que morreram por lesões não intencionais concluiu que o risco de suicídio entre usuários de Cannabis foi quase três vezes maior.

O objetivo do trabalho em tela foi examinar a associação entre o uso de Cannabis e o risco de morte, automutilação e suicídio entre adolescentes e adultos jovens com diagnóstico de transtorno do humor. A hipótese dos autores era que o uso de Cannabis por pacientes com diagnóstico de transtorno do humor aumentaria o risco de morte por todas as causas, suicídio e acidente automobilístico, bem como de automutilação e homicídio, quando comparado com ausência de consumo de Cannabis por pacientes com diagnóstico de transtorno do humor.

O estudo, que foi retrospectivo, incluiu 204.780 pacientes de 10 a 24 anos de idade com diagnóstico de transtorno do humor; destes, 65% eram do sexo feminino. O uso de Cannabis foi identificado em 10,3% dos jovens e foi mais associado a indivíduos mais velhos (14 a 24 anos).

O uso de Cannabis foi associado a automutilação (razão de risco ou hazard ratio, HR, de 3,28; intervalo de confiança, IC, de 95% de 2,55 a 4,22) e morte por todas as causas (HR de 1,59; IC 95% de 1,13 a 2,24), inclusive por overdose acidental (HR de 2,40; IC 95% de 1,39 a 4,16). Também houve associação com risco de homicídio (HR de 3,23; IC 95% de 1,22 a 8,59).

Para lembrar:
Este é mais um estudo mostrando que o uso de Cannabis pela população jovem é um problema de saúde pública. Uma prevalência de 10,3% é muito representativa quando se fala em uma população de jovens com transtornos do humor. O estudo apresenta ainda um aumento do risco de suicídio em modelo não ajustado. É necessário que dados como estes aspectos sejam levados em conta para a avaliação de políticas de legalização da Cannabis medicinal e recreativa.

Referência:
Fontanella, C. A. et al. Association of Cannabis Use With Self-harm and Mortality Risk Among Youths With Mood Disorders. JAMA Pediatr (2021). doi:10.1001/jamapediatrics.2020.5494

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....