Teste rápido: Disfunção sexual

Dr. Bradley Schwartz; Dr. Michel E. Rivlin

Notificação

27 de agosto de 2019

Quando a farmacoterapia para a ejaculação tardia for considerada, é importante a eliminação das causas iatrogênicas, como medicamentos (p. ex.: bloqueadores alfa-adrenérgicos, outros anti-hipertensivos, antidepressivos e antipsicóticos). No caso da inibição do orgasmo masculino induzida por antidepressivos, pode-se considerar a troca por bupropiona (também usada como tratamento adjuvante), mirtazapina, nefazodona ou vilazodona, que têm menos efeitos colaterais sexual do que os ISRS (p. ex.: o citalopram).

Um tratamento adjuvante deve ser considerado. Simpaticomiméticos alfa têm sido utilizados com sucesso em pacientes com ejaculação retrógrada. A sildenafila e a imipramina parecem ser eficazes no distúrbio do orgasmo masculino induzido por psicotrópicos.

Leia mais sobre o tratamento da ejaculação tardia.

Siga o Medscape em português no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....