Teste rápido: Deficiências nutricionais comuns

Dr. Khardori Romesh, Ph.D

Notificação

18 de março de 2019

Para os pacientes com síndromes carenciais de vitamina A o tratamento é feito com suplementos orais diários, como a seguir:

  • Crianças com 3 anos ou menos: 600 µg (2.000 UI)

  • Crianças entre 4 e 8 anos de idade: 900 µg (3.000 UI)

  • Crianças entre 9 e 13 anos de idade: 1.700 µg (5.665 UI)

  • Jovens entre 14 e 18 anos de idade: 2.800 µg (9.335 UI)

  • Todos os adultos: 3.000 µg (10.000 UI)

Doses terapêuticas para doença grave: 60.000 µg (200.000 UI), que demonstraram reduzir entre 35% e 70% os índices de mortalidade infantil.

A ingestão diária recomendada de vitamina A para diferentes faixas etários é de:

  • Lactentes com 1 anos ou menos: 375 µg

  • Crianças entre 1 e 3 anos de idade: 400 µg

  • Crianças entre 4 e 6 anos de idade: 500 µg

  • Crianças entre 7 e 10 anos de idade: 700 µg

  • Todos os meninos com mais de 10 anos: 1.000 µg

  • Todas as meninas com mais de 10 anos: 800 µg

Os sinais e sintomas de deficiência de vitamina A são:

  • Manchas de Bitot

  • Cegueira por lesão da retina

  • Má adaptação ao escuro (nictalopia)

  • Xerodermia

  • Cabelos secos

  • Prurido

  • Unhas quebradiças

  • Ceratomalacia

  • Xeroftalmia

  • Perfuração da córnea

  • Hiperqueratose folicular (frinoderma) secundária à obstrução dos folículos pilosos por tampões de queratina

  • Outros sinais: excesso de deposição de osso periosteal secundária à diminuição da atividade osteoclástica, anemia, queratinização das mucosas e comprometimento da imunidade humoral e celular do sistema imunitário

A dosagem dos níveis séricos da proteína de ligação ao retinol (RBP, Retinol-Binding Protein) é mais fácil de executar e menos cara do que a dosagem sérica do retinol, porque a RBP é uma proteína e pode ser detectada por imunoensaio. A proteína de ligação ao retinol também é uma substância mais estável do que o retinol em relação à luz e à temperatura. No entanto, os níveis da proteína de ligação ao retinol são menos precisos, porque são modificados pelas concentrações das proteínas séricas e porque os tipos de RBP não podem ser diferenciados.

Leia mais sobre deficiência de vitamina A.

Siga o Medscape em português no Facebook , no Twitter e no YouTube

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....