Teste: você está preparado para enfrentar a pielonefrite?

Dr. Vecihi Batuman

Notificação

3 de abril de 2018

A pielonefrite aguda mostra variação sazonal nos Estados Unidos. No estado de Washington, os casos ocorreram mais frequentemente durante os meses de julho e agosto entre as mulheres, e em agosto e setembro entre os homens.

Os fatores de virulência são as adesinas, os siderófagos, as protectinas e as toxinas. Não existe um único fator de virulência que seja suficiente ou necessário para promover a patogênese. Aparentemente, vários fatores de virulência são necessários para assegurar a patogênese, embora as adesinas desempenhem um papel importante.

A Escherichia coli uropatogênica é responsável pela maior parte dos casos não complicados de pielonefrite, e por uma parte significativa de casos de pielonefrite complicada. Os seguintes microrganismos também são comumente isolados:

  1. Staphylococcus saprophyticus

  2. Klebsiella pneumoniae

  3. Proteus mirabilis

  4. Enterococcus spp.

  5. Staphylococcus aureus

  6. Pseudomonas aeruginosa

  7. Enterobacter spp.

Os dados epidemiológicos sobre a incidência da pielonefrite são limitados. Um estudo populacional sobre a pielonefrite aguda nos Estados Unidos encontrou índices globais anuais de 15 a 17 casos por 10.000 mulheres, e de três a quatro casos por 10.000 homens. Entre os homens, a distribuição da pielonefrite por idade é bimodal. Os homens também apresentam um pico de incidência de pielonefrite entre zero e quatro anos de idade. Os índices aumentam gradualmente após os 35 anos e alcançam o valor máximo aos 85 anos de idade.

Para mais informações sobre a etiologia e a epidemiologia da pielonefrite, clique aqui.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....