FDA libera primeiro relógio inteligente para detectar convulsões no controle da epilepsia

Megan Brooks

Notificação

9 de fevereiro de 2018

A US Food and Drug Administration (FDA) já liberou a comercialização do relógio inteligente Embrace™ (Empatica Inc) para o rastreamento das crises convulsivas e o acompanhamento da epilepsia.

O Embrace™ usa uma plataforma avançada de aprendizado tecnológico(advanced machine learning) para identificar as crises convulsivas e enviar um alerta por mensagem de texto e por telefone para os responsáveis pelo cuidado do paciente.

O relógio inteligente foi testado em um ensaio clínico com 135 pacientes com epilepsia admitidos em unidades de monitorização da epilepsia para monitoramento contínuo da doença por vídeo-eletroencefalografia enquanto simultaneamente usavam o aparelho, que registra a atividade eletrodérmica.

Os pesquisadores obtiveram dados de 6.530 horas ao longo de 272 dias, incluindo 40 crises tônico-clônicas generalizadas. O algoritmo do Embrace™ detectou 100% das crises convulsivas, o que foi confirmado por especialistas em epilepsia independentes. O dispositivo também registra dados sobre o sono, o descanso e a atividade física.

"A aprovação do dispositivo Embrace™ pela FDA para detectar as crises convulsivas maiores representa um marco importante no tratamento dos pacientes com epilepsia", disse o Dr. Orrin Devinsky, médico e diretor do Comprehensive Epilepsy Center, na NYU Langone, em Nova York, em um comunicado à imprensa divulgado pela empresa .

"Tragicamente, mais de 3.000 norte-americanos morrem a cada ano de morte súbita por epilepsia (SUDEP, do inglês Sudden Unexpected Death In Epilepsy) e o Embrace™ oferece a possibilidade de alertar os membros da família e os profissionais de saúde de que está ocorrendo uma crise tônico-clônica. As evidências científicas corroboram fortemente que o atendimento imediato durante ou logo após essas crises convulsivas pode, em muitos casos, salvar vidas", acrescentou o Dr. Devinsky.

O Embrace™ foi aprovado na Europa em abril de 2017 para o monitoramento das crises convulsivas e para a emissão de alertas.

Os US Centers for Disease Control and Prevention estimam que cerca de 3,4 milhões de pessoas nos Estados Unidos tenham epilepsia, incluindo 470.000 crianças.

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....