Desafio clínico: "Depois de uma diarreia parei de andar"

Dr. Gustavo Kuster

Notificação

19 de fevereiro de 2018

História Clínica

Paciente do sexo masculino, 37 anos, iniciou com quadro de diarreia líquida, com muco, sem pus ou sangue, aproximadamente seis episódios por dia por sete dias consecutivos, após voltar de uma viagem internacional. Ele atribuiu esses sintomas à ingestão de alimentos diferentes de seu cardápio habitual durante a viagem. Após quatro dias, no entanto, o paciente notou uma fraqueza, que iniciou nos pés, principalmente para fazer a dorsiflexão, e em menos de dois dias, já acometia toda a perna, impossibilitando-o de andar.

Concomitantemente houve redução de sensibilidade no mesmo território. No terceiro dia de sintomas, o paciente já tinha dificuldade para levantar os membros inferiores, e não sentia mais nada da coxa até os pés. Não teve queixas esfincterianas, ou autonômicas associadas.

AP: Nega diabetes ou hipertensão.

Refere uso de bebida alcoólica 3x/semana.

Nega tabagismo.

Exame físico

Exame físico geral: PA: 110/60 mmHg, FC: 86 BPM

Ausculta pulmonar e cardíaca sem alterações.

Exame neurológico: paciente acordado, pares cranianos sem alterações.

Força muscular grau 2 em membros inferiores e grau 4+ em membros superiores. Reflexos profundos abolidos globalmente.

Hipoestesia tátil em região de coxa e perna bilateral, não foi identificado nível sensitivo.

Ausência de sinais meníngeos.

Exames complementares:

RM de coluna total e crânio: sem alterações

Comente

3090D553-9492-4563-8681-AD288FA52ACE
Comentários são moderados. Veja os nossos Termos de Uso

processing....